domingo, 9 de maio de 2010

E o fim-de-semana...


... está a ser o que se esperava.

Ontém acordei e pus mãos à obra aqui no meu quarto, tirei o colchão, aspirei e limpei tudo por baixo da cama. Desviei tudo o que consegui desviar, limpei, lavei, arrumei. Tirei a mesinha que ainda tinha aqui do tempo que estudava, fiz umas mudanças com outros móveis mas não gostei e pus tudo como estava. Mexi e remexi e no fim tomei um banho e senti-me exausta. Doíam-me os músculos todos.

Fiquei por casa, apesar das mensagens dos amigos do coração.

Hoje acordei tomei o pequeno-almoço e mãos-à-obra novamente. Desta vez limpeza geral na casa-de-banho maior cá de casa. Azulejos limpos de alto a baixo, móveis por dentro e por fora, loiças a brilhar, chão todo lavadinho de joelhos com lixivia como fazia a minha avó. Tudo a brilhar. No fim novo banho e cansaço e mais cansaço.

Excusado será dizer que fiquei com as mãos numa lástima. Já tirei o que sobrou do verniz, já besuntei as mãos de hidratante e mais para o fim da tarde farei um tratamento VIP às minhas ricas mãozinhas para amanhã estarem, como sempre, perfeitas. Hei-de ainda tratar das minhas sobrancelhas e mais nada. O resto do dia é para (tentar) relaxar.

Sim, só tentar, porque eu também trouxe trabalho para casa para ver se consigo ter 2 ou 3 horinhas para fazer algum arquivo esta semana, senão daqui a nada como papel.

O problema é que estou nervosa, uns nervos daqueles que me tiram o sono e não me deixam estar quieta.

E tu, tu não entendes que apesar de seres tu a fazer o esforço sou eu que fico à espera do "sinal de vida" e tu não sabes o que é estar à espera porque tu nunca esperaste por mim. E mais não digo porque não vale a pena. Cumpre.

1 comentário:

Alexandre disse...

Que fim de semana tão cansativo! Mas o cansaço é recompensado ;)
Beijinhos