terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

(sem titulo)

Adormeço sem saber o que o dia me espera.

Adormeço sem esperança de que o dia que irá nascer seja de sol.

Adormeço descontente, adormeço sem conseguir chorar cada lágrima que ainda me resta. O que é que ainda me falta, meu Deus? O que é que ainda reservas mais para mim?

A dor não me larga. A dor que mais ninguém sente não me deixa dormir, não me deixa descansar e eu não tenho força para muito mais.

Deixa-me em paz meu Deus. Deixa-me, por favor, respirar.

2 comentários:

Maçã e Canela disse...

Liberta.te.
Grita alto essa dor e segue o teu novo caminho*

Suspiro disse...

Pensa que seria pior se nem conseguisses adormecer! Muita força ;) beijocas